Mulheres na tecnologia: estratégias para impulsionar a presença feminina na área de TI.

Escassez de mulheres na tecnologia. Como um setor predominantemente masculino conseguirá impulsionar a presença feminina e sanar essa disparidade social?

Empresas de tecnologia estão empenhadas em impulsionar a presença de mulheres na área. Fonte: Shutterstock

O mês de março sempre chega carregado de pensamentos e posicionamentos sobre o papel das mulheres no mercado de trabalho. Na área de tecnologia não é diferente. No Brasil, apenas 47% das vagas no setor de TI são ocupadas por mulheres e, por este motivo, algumas empresas já se mostraram empenhadas em promover ações com o intuito de aumentar cada vez mais essa porcentagem.

Antes de descobrir como diminuir tamanha diferença, vamos entender quais são os obstáculos sociais e culturais que contribuíram para a formação desse cenário.

De onde vem o machismo imposto na área de tecnologia?

Faça uma análise rápida: na infância, qual era o seu brinquedo favorito? Se você for mulher, é provável que tenha respondido boneca ou panelinhas, mas se for homem, deve se lembrar dos videogames e jogos online. Essa divisão pode parecer natural para muitos, mas reflete um estereótipo historicamente criado que direciona mulheres, desde a menoridade, a exercerem tarefas e trabalhos que estão dentro da esfera do afeto e do cuidado. Por esse motivo se torna tão incomum ver meninas que se identificam desde cedo com carreiras tecnológicas ou de ciências exatas.

Atualmente, existem diversas práticas atuando na tentativa de quebrar os paradigmas “cor-de-rosa” impostos pela sociedade e muitas empresas já perceberam a necessidade de implementar programas que aumentem a diversidade social e cultural dentro do quadro de funcionários.
Neste contexto, podemos citar a Dio._, organização que oferece alternativas acessíveis para incluir mulheres no setor de tecnologia da informação.

A Dio._ conecta mulheres com grandes oportunidades.

Apesar de ser um cenário desafiador, a Dio._ oferece treinamentos gratuitos e direciona vagas voltadas especificamente para o público feminino com o objetivo de auxiliar mulheres que desejam ingressar na carreira de desenvolvimento de sistemas. Confira suas principais ações:

Programa de ensino gratuito que direciona para vagas de estágio

Os bootcamps são cursos imersivos e gratuitos que preparam os alunos para o mercado de trabalho através de aulas e projetos práticos. Ele os direcionam, através do Recruitment Academy, para startups que estão à procura de estagiários e jovens talentos. Desde o básico ao avançado, os bootcamps são grandes aliados de pessoas que possuem baixa renda e buscam sua primeira oportunidade.

Programa de divulgação de vagas remotas

Migrar para uma nova profissão é uma atividade complicada para mulheres que possuem crianças. Sendo assim, a Dio._ divulga diversas vagas de trabalho remoto permitindo que as mães trabalhem de casa e deem atenção integral para seus filhos.

 Podemos citar o exemplo da Flávia Rezende, mãe solo que migrou da área da saúde para a tecnologia sem ter muito conhecimento sobre o assunto. Trazia na bagagem a coragem, a determinação e o desejo de uma mulher que precisava conciliar a maternidade com o mercado de trabalho. 

“Eu nunca vi nada de TI, não sei nada, é muito difícil […] aí eu vi aquele bootcamp do Santander e falei: meu Deus, vou me inscrever! Aqui tá falando que é pra quem não tem experiência então a gente vai pra aprender.[…]” 

Foi nesse momento que a Flávia conheceu a plataforma da Dio._me e todos os outros bootcamps

gente, não é possível! Não estou acreditando no que eu tô vendo. É gratuito, uns cursos incríveis com essas trilhas que você faz desde o básico ao intermediário, ao avançado e ainda tem a possibilidade de você ser encaminhado para fazer uma entrevista com as maiores empresas de tecnologia do mundo.[…]”

A Flávia não parou por aí. Fez diversos bootcamps, escolheu a linguagem na qual tinha maior afinidade e depois de muito estudo, muito esforço e dedicação, ela conseguiu a tão sonhada vaga como estagiária na Avanade. 

Confira AQUI a entrevista completa da Flávia e conheça toda sua trajetória.

Empresas como a Dio._ desempenham um grande papel na vida de mulheres de diversas idades que desejam ingressar no mercado da tecnologia, fazer transição de carreira e precisam de oportunidades que se adequam a sua realidade, tanto na parte financeira quanto na disponibilidade de horário.

Podemos, por fim, perceber que essa disparidade social no setor da tecnologia da informação é uma situação que, dia após dia, vem sendo modificada. As mulheres começaram a entender que podem sim trabalhar com desenvolvimento de software e programação e que inclusive essa é uma grande oportunidade de conciliar carreira, família e maternidade. 

Para conhecer mais histórias como a da Flávia e entender a importância da diversidade no recrutamento tech, visite nossa página.